11 4551-7694 / 11 4551-7697/ 11 95173-7420
   
   

Troca de 100% do óleo do câmbio automático

Realizamos troca de óleo de câmbio automático, utilizando equimento de altíssima tecnologia, com capacidade de substituição de 100% do óleo. Não é apenas uma troca parcial, é total.

Você sabia que câmbio automático precisa de troca de óleo? É verdade!!

Muita gente não sabe, mas a troca do óleo do câmbio automático é extremamente importante para prolongar sua durabilidade.

Você já deve ter visto muita gente reclamando de problemas em câmbios automáticos, correto? Pois é! E sabia que câmbios automáticos foram projetados para durar 2x mais que os motores? Ou seja, pelo menos 500 mil quilômetros, mas não duram por falta de, na maioria das vezes, uma simples troca de óleo no prazo correto… O prazo recomendado para troca do óleo, no Brasil, é de aproximadamente 50 mil quilômetros ou 2 anos. Para carros que sempre fazem longas viagens em boas estradas, não enfrentam trânsito, nem calor excessivo, esse prazo pode ser de 100 mil quilômetros ou 2 anos.

Hoje em dia muitas empresas fabricantes de automóveis informam que o óleo de seus câmbios automáticos é vitalício, não precisa ser trocado nunca, mas se você pede um orçamento para troca de óleo nas concessionárias eles te dão. Por que será???
Isso ocorre pelo fato de que não se projetam veículos e componentes automotivos 100% no Brasil, todos os projetos tem no mínimo a base estrangeira, na sua maioria europeus, orientais ou norte-americanos, e nesses locais as condições de tráfego, clima e até mesmo usabilidade são muito diferentes das brasileiras, onde os câmbios são muito mais exigidos que na Alemanha ou Japão, por exemplo, pois temos muita variação de clima, de relevo, congestionamentos gigantescos ou até mesmo períodos de uso tão curtos e rápidos que os componentes mecânicos do carro nem chegam a atingir a temperatura ideal de trabalho, e tudo isso junto causa um desgaste muito maior do que nas localidades onde são projetados. Outro ponto é que seus manuais de instruções de uso e manutenção são apenas traduções dos originais, não se desenvolvem manuais específicos para o público brasileiro.

Como prova de tudo isso que foi exposto, podemos usar como exemplos projetos de veículos e motos que vieram para o Brasil e sofreram muito por conta de instruções equivocadas em seus manuais. Abaixo vou citar alguns problemas famosos:
1 – Fiat Tempra e Marea, projetos totalmente italianos, que ao virem pro Brasil sofreram horrores por conta de clima, por não terem sido adaptados para nossas condições. O Tempra tinha problemas graves de superaquecimento e o Marea tinha problemas com motor, por ter uma instrução de intervalos de troca de óleo muito espaçadas, a cada 20 mil quilômetros, gerando um desgaste extremamente excessivo ao motor.
2 – Honda CG 150, projeto japonês que veio para o Brasil orientando troca de óleo a cada 5 mil quilômetros. Vários motores fundiram enquanto as motos ainda eram novas.
3 – Peugeot, Renault e Citroen, projetos francês, seus câmbios automáticos de 4 marchas apresentam inúmeros problemas e de forma muito precoce. Há também a questão de que em muitos manuais Peugeot tinha a instrução para troca de um óleo semissintético (usado para 7 mil quilômetros) a cada 20 mil quilômetros, ocasionando excesso de borra na parte interna do motor. (eu fui vítima desse problema).
4 – Toyota Corolla, projeto japonês, tem em seus manuais e também na vareta de nível do óleo de câmbio que não deve ser trocado, apenas checado nível, porém já podemos perceber alguns exemplares de Corolla, com mais de 100 mil quilômetros, já apresentando certos probleminhas, como perda de potência e patinamento nas marchas.

Por isso, fique atento às manutenções do seu carro e podem confiar na SS Automotiva para isso!

Texto de Sandro d’Ávila, sócio e responsável técnico da SS Automotiva.

troca-de-oleo--ssautomotiva
WhatsApp chat